Saúde Mental: por que este assunto é tão urgente?


Falar sobre Saúde Mental nos faz refletir sobre uma realidade de vida central e, ao mesmo tempo, perifericamente considerada por nós mesmos, muitas das vezes.

Explicamos: a temática sobre a Saúde Mental, neste ano, foi: Jovens e Saúde Mental em mundo em mudança. Segundo o Governo Federal brasileiro, a escolha da abordagem é muito propícia já que metade das doenças mentais acontece por volta dos 14 anos de idade, mas a grande maioria não é tratada, nem ao menos diagnosticada a tempo de tratamento adequado.

E este fato se agrava. O suicídio ser a segunda causa principal de morte entre jovens de 15 a 29 anos e a depressão ser a terceira causa de doença que atinge este grupo, são indicativos diretos e muito explícitos. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um Atlas da Saúde Mental em 2017 que concluiu que uma a cada dez pessoas precisa ou precisará de cuidados especiais para a saúde mental ao longo da vida.

O Atlas alerta também sobre a importância de tratamento adequado para este problema não apenas como uma preocupação para os jovens hoje, mas para o papel que desempenharão no futuro como força de trabalho, formação de família e desdobramento natural da sociedade civil.

Pensando em tudo isso é que nós, da Alpha Saúde, insistimos em tratar frequentemente sobre a necessidade de cuidar da saúde mental tanto quanto do corpo, porque uma não poder ir bem sem a ajuda da outra. Estão conectadas. Integradas. Os fatores externos e fisiológicos são diretamente afetados pela situação mental e as condições internas, do coração, pelos atos externos. Isso pode parecer óbvio, mas, na prática, muitas das vezes, não é.

Quer ver só um exemplo?

Você certamente já ouviu falar em neurose. Mas, provavelmente nunca ouviu alguém explicando exatamente do que se trata. Resumidamente, são aspectos do comportamento humano, na vida das emoções e dos sentimentos que não estão de acordo com a realidade, caracterizados por sentimentos negativos.

Neurose também aparece com significado de: tenso/ exageradamente emocional/ problemático/ cheio de dificuldades/ frequentemente em conflito/ amedrontado/ com muitos medos/ preocupado.

Ou seja, na psicologia o neurótico é aquele que se apega a sentimentos negativos e taxativos, quando eles não são reais. Por exemplo: pessoas que acreditam que estão doentes, quando não estão; Pessoas que acreditam que são perseguidas, odiadas e vítimas de injustiças tremendas, quando não o são; Pessoas que não conseguem desempenhar quase nenhuma função com êxito ou terminar um trabalho porque pensam que alguém as atrapalha, quando isso não ocorre na vida real; etc.

É claro que não é qualquer disfunção comportamental que indica neurose, há uma graduação, que, inclusive, recebe o nome de neuroticismo. Um importante psicólogo, PHD pela Universidade de Amsterdã e que trabalha há 50 anos como terapeuta, explica bem essa questão:

“Em outras palavras: os pensamentos e sentimentos que se chamam de neuróticos, e que não têm concordância com a realidade como é percebida por quase todo mundo, são também sentimentos e pensamentos negativos [...]

O conceito “neurose” (neurótico) satisfaz razoavelmente na prática. É evidente que este conceito tem uma sólida relação com alguma coisa da realidade e não é um termo psicológico arbitrário. A palavra, ou conceito “neurose” é indispensável. Não devemos estranhar que na psicologia da personalidade esse conceito tenha um lugar central embora nem todos os autores usem a mesma palavra. Existe uma terminologia suntuosa que indica na essência, aproximadamente, a mesma coisa: ‘neuroticismo’ (Eysenck, 1947,1952), ‘angústia’ ou ‘imaturidade emocional’ (Cattell, 1956,1957), ‘instabilidade emocional’, ‘fraqueza do eu’ (ego-weckness), termo oriundo da psicanálise), etc. Pesquisas estatísticas esclarecem bem que todos esses fatores são diferentes rótulos para um conteúdo que é mais ou menos igual. Não esqueçamos também os conceitos populares de ‘nervosismo’ ou ‘desequilíbrio’: mais palavras para dizer a mesma coisa”. (Destaque nosso)

Dito isto, fica mais claro entender porque é que vários e diferentes problemas de saúde mental estão crescendo e atingindo principalmente os mais jovens: porque nunca se viveu um período tão cheio de vida virtual e de fuga da realidade, como a nossa.

Passamos boa parte da vida fugindo de tudo que nos causa algum incômodo: não suportamos um banho frio, um café sem açúcar, um dia quente sem ar condicionado. Não sabemos bem lidar com rejeição, com sono, com esforço físico. As comodidades do nosso mundo foram gerando em nós uma situação interna de conforto e busca pelo prazer tão grande e desenfreada a ponto de não sabermos bem como lidar com qualquer tipo de embate ou de algo que nos tire da “nossa” verdade, mesmo quando ela não é real.

Ações diárias simples como acordar cedo, cumprir o dever diário, servir aos outros, não se queixar o tempo e buscar uma vida de realizações podem e certamente evitam muitos e muitos problemas mentais iniciais que vão se agravando até tornarem-se grandes e graves doenças e distúrbios.

Gerard J. M. van den Aardewg, o terapeuta que citamos acima, apresenta uma tese que marcou a academia e a ciência da psicologia: em suma, ele fala sobre a autopiedade como o tipo mais comum e mais urgente a ser combatido.

Isso mesmo. A pena de si mesmo. A necessidade de achar culpado para os próprios problemas, a busca incessante por descanso e delícias, a necessidade compulsiva de ser agradado, mimado, acalentado - como uma criança.

Mas esse ficará como assunto para um próximo texto.

Enquanto isso, vamos começar hoje a cuidar da Saúde Mental? Fique aqui e acompanhe!

Fonte:

http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/2800-jovens-e-saude-mental-em-um-mundo-em-mudanca-tema-do-dia-mundial-da-saude-mental-2018-comemorado-em-10-10

http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/272735/9789241514019-eng.pdf?ua=1

https://wfmh.global/world-mental-health-day-2018/

Gerard J.M. Van Den Aardweg. Autopiedade neurótica e terapia antiqueixa.

#neurose #saúdepsicológica #saúdemental

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.