Metabolismo acelerado: por que algumas pessoas comem mais e não engordam?


Posso dizer que é unânime: todo mundo conhece alguém que pode comer o que quiser e que simplesmente não engorda. Você convive com a pessoa, a conhece, e sabe que ela não segue uma dieta equilibrada e, ainda assim, continua magra.

Não é mito nem receita mágica. Algumas pessoas possuem mesmo o que nós conhecemos como metabolismo acelerado, mas que na medicina é denominado metabolismo alto.

E dá para entender direitinho como esse processo funciona intuitivamente, ou seja, não precisa ser “expert” em saúde ou dominar conhecimentos específicos de medicina. É só seguir a lógica do processo.

Metabolismo ou taxa metabólica tem por definição: a série de reações químicas em um organismo vivo que criam e decompõem a energia necessária à vida. Conhecemos popularmente como a velocidade pela qual nosso corpo gasta ou queima calorias e é isso mesmo. E acontece de três maneiras:

  • Através da energia necessária para manter o corpo funcionando em repouso; isso é conhecido como sua taxa metabólica basal (BMR). Sua TMB é parcialmente determinada pelos genes que você herda.

  • Através de atividades cotidianas

  • Através do exercício (Fonte).

Gostaria de destacar aqui o primeiro item desta descrição dada pela Universidade de Harvard. Uma parte significativa do funcionamento do seu metabolismo está fora do seu controle. Sim, há pessoas que vão comer mais e não engordar simplesmente porque o modo como o organismo delas queima calorias é mais ágil e potente. Simples assim.

As calorias que nós ingerimos através de nossa dieta (e aqui leia-se dieta não como método de emagrecimento, mas, sim, pelo seu sentido real e etimológico: diaita - do grego, modo de viver) é a fonte de energia e calorias para que o nosso corpo possa trabalhar eficazmente.

Tudo o que consumimos tem relação direta com os mecanismos principais que regem os nossos órgãos. É exatamente por isso que sempre ouvimos dizer que “tal alimento faz bem para isso e tal para aquilo”, porque cada nutriente vai trabalhar de uma maneira e em determinada função para chegar ao fim comum de nos manter vivos.

Essa energia pode ser utilizada imediatamente e neste caso estamos falando de manter sempre o nosso peso, aquele famoso “equilíbrio” ou ela pode ser armazenada para ser queimada depois, e isso é o que conhecemos como gordura. Quanto mais energia se consome, maior a chance dela não ser utilizada de imediato e se transformar em gordura.

O que pode acontecer, e acontece, é que a gordura acumulada não é realidade para todos, mesmo dentre os que comem muito e comem “mal”. É por isso que o metabolismo acelerado pode ser danoso para aqueles que acham que apenas peso indica seguramente condições de saúde.

Uma pessoa magra também pode desenvolver uma série de doenças relacionadas à má alimentação e ao sedentarismo agudo. Diabetes, colesterol e hipertensão não são doenças exclusivas daqueles que estão com sobrepeso ou obesidade.

Não se engane: ter um rápido processamento de energia pode garantir um peso ideal, mas não garante saúde.

Você pode entender mais e melhor sobre esses processos metabólicos agendando uma consulta comigo aqui no consultório. Faço questão de ajudar nestes assuntos que especialmente me interessam - ajudar as pessoas a olharem para a saúde como um todo e sem querer o tempo todo escolher apenas um lado “ou eu emagreço ou eu como doce”, por exemplo. Dá para emagrecer comendo de TUDO. Mas isso falarei numa outra hora.

Até lá!

Fonte:

https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:ufxK4UgfVKEJ:https://www.health.harvard.edu/diet-and-weight-loss/does-metabolism-matter-in-weight-loss+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Dr. Mário Lhano

Endocrinologista e Metabologista CRM 101515, atende há mais de 10 anos e é especialista em dieta vegetariana.

Instagram: @dr.mariolhano

#metabolismo #ajustesmetabólicos #sindromemetabólica #metabolismoacelerado

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.