Pesquisas recentes e dados reais: precisamos ajudar os nossos jovens.


Com certa frequência falamos aqui no blog sobre a importância do cuidado com a mente e como a relação emocional e afetiva interfere diretamente no bom funcionamento do nosso organismo.

Hoje, com base em estudos realizados recentemente, trouxemos para você alguns dados científicos que nos ajudam a entender melhor como a realidade da saúde dos nossos jovens está mudando rapidamente e o que podemos fazer para ajudá-los. Segundo pesquisas realizadas por psiquiatras do mundo todo, nos últimos 15 anos:

  • Uma a cada cinco crianças tem problema de saúde mental;

  • Um aumento de 43% no TDAH foi observado

  • Um aumento de 37% na depressão adolescente foi observado

  • Um aumento de 200% na taxa de suicídio foi observado em crianças de 10 a 14 anos

São dados preocupantes e que revelam uma realidade cada vez mais frequente: crianças e jovens nunca tiveram tantas alterações relacionadas à mente saudável do que em nossos dias.

Segundo o psiquiatra Luis Rojas Marcos:

As crianças de hoje estão sendo estimuladas e superdimensionadas com objetos materiais, mas são privadas dos conceitos básicos de uma infância saudável, tais como:

• Pais emocionalmente disponíveis

• Limites claramente definidos

• Responsabilidades

• Nutrição equilibrada e sono adequado

• Movimento em geral, mas especialmente ao ar livre

• Jogo criativo, interação social, oportunidades de jogo não estruturadas e espaços para o tédio.

Estes e outros desencadeadores têm gerado com frequência cada vez mais ampla gerações e mais gerações que não sabem como e quando devem agir. Isso se dá especialmente pelo fato de que os pais, que deveriam fazer o papel de mediadores entre as crianças e a realidade, “terceirizam” esse papel para outras pessoas e instituições, e as mesmas sentem essa ausência.

O psiquiatra alerta: se queremos que nossos filhos sejam indivíduos felizes e saudáveis, temos que acordar e voltar ao básico. Ainda é possível! Muitas famílias vêem melhorias imediatas após semanas de implementar as seguintes recomendações:

• Defina limites e lembre-se de que você é o capitão do navio. Seus filhos se sentirão mais seguros sabendo que você está no controle do leme.

• Oferecer às crianças um estilo de vida equilibrado, cheio do que as crianças PRECISAM, não apenas o que QUEREM. Não tenha medo de dizer "não" aos seus filhos se o que eles querem não é o que eles precisam.

Pode até parecer básico, mas para muitos não é. Muitos dos problemas de saúde física e mental de adultos poderiam ser evitadas com uma infância e adolescência saudáveis: alterações hormonais, obesidade, ansiedade, hipertensão, diabetes e tutti quanti.

Por hora, cabe a nós fazermos o que pudermos de melhor, ainda que um pouquinho por dia, para tentar senão reverter, ao menos frear a rapidez com que graves e preocupantes problemas de saúde crescem todos os anos, no mundo todo, atingindo principalmente as crianças e o jovens, ou seja, o futuro das nações.

A Alpha Saúde está preocupada para além do que vemos aqui todos os dias, mas com a realidade geral da saúde mundial. De olho no todo, cuidamos dos nossos.

Conte conosco na busca por uma vida saudável. Agende a sua consulta aqui.

Até a próxima.

#jovens #saúdepsicológica #juventude #felicidade

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.