Você sabia que amar faz bem à saúde?

O coração dispara, as bochechas ficam rosadas, as mãos ficam suadas, você fica distraído e não consegue pensar em outra coisa. Você pode até negar, mas não tem jeito, está complemente apaixonado.

Comemorado em 12 de junho, o Dia dos Namorados resgata um dos sentimentos mais celebrando no mundo todo: o amor! Lembrado por músicos, autores e poetas, ele virou foco de pesquisas no mundo todo nas últimas décadas e as descobertas trazem uma boa notícia: amar faz muito bem à saúde.

Os estudos indicam que se apaixonar é um excelente recurso para fugir de doenças graves, como a depressão. Quando estamos apaixonados, há um aumento da pressão arterial e a própria resposta imunológica melhora. Com isso, o corpo fica ainda mais protegido contra infecções e doenças.

Especialistas garantem que a paixão ajuda no bom funcionamento do corpo, pois libera endorfina. Essa substância é produzida pelo cérebro, que aciona e estimula o circuito neuronal do prazer, estimulando o corpo como um todo. A pele fica mais bonita e a pessoa tem mais vontade de se cuidar. A paixão traz consigo a calma, tranquilidade, energia, motivação e a sensação de otimismo.

O amor também faz bem porque, dentro do turbilhão de hormônios que se alteram durante a paixão, alguns têm sua quantidade aumentada, como a dopamina, a noradrenalina, as endorfinas, o cortisol, a testosterona e os estrógenos, elementos ligados à sensação de bem-estar, de felicidade e do desejo sexual.

Faz bem ao coração e ao corpo

A pessoa que ama tem mais autoestima e, consequentemente, cuida mais de si. Veja algumas atitudes de quem está apaixonado: – Tem maior disposição para praticar exercícios físicos, evitando doenças cardiovasculares; – Preocupa-se mais com a saúde, indo ao médico regularmente; – Tem motivação para continuar na dieta; – Encontra-se mais disposta para sair, passear e namorar; – Pensa mais na aparência e cuida mais do corpo.

Muito além da paixão

O ser humano passa por um processo delicado durante o relacionamento afetivo. Após alguns meses de paixão, outras regiões do cérebro são estimuladas e um sentimento mais duradouro entra de vez em cena: o amor. Ele é considerado a ligação mais sólida e densa – o que estimula substâncias diferentes no corpo.

É o momento que, enfim, nos sentimos completos. Além disso, o corpo também ganha mais atenção, pois uma pessoa que está amando cuida mais de si mesma. E você, está amando também?

IMPORTANTE! Se você é do time daqueles que ainda não encontraram o verdadeiro amor, não desanime! Lembre-se que manter laços afetivos – com amigos ou familiares – também faz bem à saúde! Portanto, divida suas alegrias e passe momentos com pessoas que te fazem bem. Você vai ver que existe muito amor a sua volta! E o retorno, sem dúvida, será na melhoria da sua qualidade de vida.

Fonte: Unimed

#amor #saúdepsicológica #afeto #saúdepreventiva

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.