Quem não tem conhecimento, sofre as consequências: brasileiros desconhecem a gravidade do diabetes,


Essas pesquisas que recolhem dados a respeito do nível de formação e informação são muito importantes, muito importantes mesmo. Porque elas vão além de dados informativos: elas revelam padrões de vida, indicativos de riscos e nível da qualidade de vida. Elas tratam sobre o imaginário das pessoas.

Neste mês a Abril Inteligência, em conjunto com da AstraZeneca e com o Curso Endedobete, divulgou o resultado de uma pesquisa realizada com 1050 entrevistados, das cinco regiões do Brasil, a respeito do nível de informação do brasileiro acerca da quarta doença que mais mata no país - Diabetes: o que os brasileiros sabem e não sabem sobre a doença.

E os resultados são preocupantes:

UM a cada quatro ouvintes acham o diabetes uma doença grave, que pode levar a óbito: as pessoas associam mais o problema à situações de amputação de membros ou problemas de visão, “apenas”. Mas não lembraram dos problemas renais e cardíacos que provocam uma morte a cada seis segundos, no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS);

UMA a cada três pessoas acreditam que quando há diagnóstico da doença o paciente não pode nunca mais consumir nenhum tipo de açúcar, o que, sob tratamento correto, não é verdade (é imprescindível que diabéticos façam acompanhamento regular com médico especialista);

Menos da metade dos diabéticos entrevistados acreditam que podem sofrer de problemas no coração e AVC;

Quase METADE dos diabéticos (46%) afirmaram não realizar exames regulares para acompanhar o desenvolvimento da doença (isto é realmente preocupante);

Ainda entre os que possuem a doença 42% afirmou não fazer uma alimentação balanceada e apenas 23% praticam algum tipo de exercício físico de 3 a 4 vezes por semana.

O que vale para nós lembrarmos?

Que no Brasil cerca de 14 milhões de pessoas sofrem com diabetes e o país ocupa o 4º lugar do ranking no mundo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) cerca de 40 milhões de brasileiros são pré-diabéticos, ou seja, possuem condições hereditárias, hábitos ou outras doenças diretamente relacionadas ao diabetes.

E desses 40 milhões, 25% deve desenvolver a doença nos próximos 05 anos. São números muitíssimo expressivos.

No mês passado o dr. Mário Lhano, o endocrinologista especialista em diabetes aqui da Alpha Saúde, participou do Congresso Americano de Diabetes, nos Estados Unidos, e contou tudo o que foi visto por lá, entre os maiores especialistas do assunto no mundo: confira aqui.

É realmente um assunto crucial a todos nós, brasileiros. Mesmo entre os que não possuem a doença. Ninguém está livre. Será que estamos entre os potenciais diabéticos? Como saber identificar os riscos?

Leia também: Prevenir a remediar nunca foi tão importante: veja aqui dicas médicas de como prevenir o desenvolvimento de diabetes

Agende aqui a sua consulta na Alpha Saúde e conte com um dos maiores especialistas do assunto no Brasil para acompanhar você.

E vamos ficar de olhos bem abertos. Diabetes mata.

Fonte:

https://veja.abril.com.br/saude/brasileiro-desconhece-graves-consequencias-do-diabetes-aponta-pesquisa/

#diabetes #saúdepreventiva #dadoscientíficos

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.