“Você tem mais de 60 anos? Não parece!” Colágeno hidrolisado: vale a pena?


Quem é que nunca ouviu essa referência para algum idoso? Tornou-se comum, principalmente em nossos dias - cuja velhice é reconhecida cada vez mais tardiamente por conta do avanço dos tratamentos estéticos e das muitas campanhas de vida ativa e sem sedentarismo direcionadas à terceira idade.

O que muitos não sabem, porém, é que há uma proteína especial que ajuda e MUITO a tardar o envelhecimento da pele, mas, muito mais importante do que isso, ela garante um bem enorme à saúde no que tange a manutenção saudável da massa muscular, conservação da composição e resistência óssea, redução da dor e proteção da cartilagem pela proliferação e crescimento celular.

Estou falando do colágeno. Que é o tipo de proteína mais abundante no nosso organismo. É ele o grande responsável pela regeneração e reposição do tecido quando há alguma inflamação ou circunstância especial do mesmo.

É possível fazer a suplementação dessa proteína que ajuda a melhorar a pele, cabelo e unha que é comercializado em forma de cápsula.

O que eu gostaria de reforçar é que essa suplementação é especialmente indicada para pessoas que têm contato direto e frequente com o sol ou fumam, características típicas que antecipam o envelhecimento da pele.

Há muita, muita coisa mesmo que se pode fazer e/ou resolver apenas com suplementação

(e eu pretendo fazer um texto aqui só sobre isso. Em breve).

Enquanto isso, vou reforçar a importância de manter o colágeno como um aliado na manutenção de uma pele saudável:

Geralmente é indicado para pessoas com mais de 30 anos ou que tenham algum problema de articulação:

“Os peptídeos de colágeno são a principal fonte de matéria prima de aminoácidos para estimular os condrócitos na produção do colágeno tipo II que [...] por sua vez compõem as cartilagens hialina e elástica, sendo bastante utilizado no tratamento da artrose”. Fonte I

Já o colágeno tipo III forma as fibras reticulares do tecido muscular, parede dos vasos e vísceras.

Ou seja, é muitíssimo importante manter índices de razoáveis de colágeno no organismo para preservar as condições básicas das articulações.

E aqui vai o meu alerta: o envelhecimento é natural e pode afetar produção da proteína, mas há um vilão nessa produção que pode ser combatido: a má alimentação. A nutrição balanceada pode prevenir doenças crônicas e manter o funcionamento adequado do organismo.

Vou deixar essa definição aqui porque ela é bastante assertiva no que diz respeito a importância de uma alimentação rica em proteínas para fortalecer o metabolismo e a produção do colágeno;

“O colágeno hidrolisado é uma mistura específica de peptídeos de diferentes tamanhos, obtido a partir da hidrólise enzimática do colágeno natural proveniente do tecido conjuntivo de animais

(bovinos e suínos), com uma grande concentração de aminoácidos-hidroxiprolina, glicina e prolina”.

Arrisco ainda dizer que uma grande parte de medicamentos usados rotineiramente poderiam ser substituídos por suplementação adequada - exatamente como é o caso do colágeno.

Leia também: 7 estratégias para aumentar a autoestima

Volto em breve com este tema.

Fonte:

Dr. Paulo Cesar Zuccon de Faria - Monografia Colágeno Hidrolisado - 2016.

Dr. Mário Lhano - Endocrinologista e Metabologista CRM 101515, atende há mais de 10 anos e é especialista em dieta vegetariana.

Instagram: @dr.mariolhano

#colágena #autoestima #saúdepreventiva

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square

Copyright © 2006-2013 Alpha Saúde. Todos os direitos reservados. As informações deste site são de cunho informativo e não substitui o atendimento médico. As decisões sobre o tratamento devem ser orientadas por profissionais especializados.