Agosto consciente: hoje comemora-se o “Dia da Campanha Educativa de combate ao Câncer”. Como preven


Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) são muito expressivos: mais de 10 milhões de pessoas são diagnosticadas com a doença por ano, no mundo inteiro. E o índice é progressivo, ou seja, está aumentando com o passar do tempo.

E quais as medidas são tomadas para retardar esse processo e prevenir os riscos para esta doença que ainda traz tanto sofrimento e ceifa tantas vidas?

O INCA, por exemplo, tem medidas preventivas que muito provavelmente não são tão conhecidas como poderia ser. Para começar, há uma atuação de vigilância e acompanhamento dos fatores de risco da doença que envolvem acompanhamento dos registros de câncer de base populacional e dos registros hospitalares de todo o país.

Com este acompanhamento é possível ter estimativas a respeito da incidência do câncer, e ações locais para prevenção e tratamento.

Por exemplo: é possível averiguar grupos de risco através de pesquisas que reconheçam índices de tabagismo, dieta inadequada, vida sedentária e, especialmente, exposição à substâncias carcinogênicas no trabalho ou na sociedade.

Para se ter ideia do que isso trata na prática: em 2002 o INCA, em conjunto com o Centro Nacional de Epidemiologia (CENEPI), realizou uma pesquisa para saber o número de pessoas que viviam expostas aos principais fatores de risco às situações que mais matavam no Brasil, naquele período, respectivamente: câncer, doenças cardiovasculares e acidentes de trânsito.

São pesquisas nesse sentido que vão construindo um cenário com informações reais e que servem de apoio para pensar em políticas de prevenção, como é o caso do que acontece com o “Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer” que acontece no próximo dia 04 de agosto. Esse é um movimento nacional que tem por objetivo alertar a sociedade civil para os riscos das doenças e as melhores e mais eficientes ações de prevenção.

Já existe a Avaliação da Prevenção e do Controle do Câncer e seus fatores de risco feita pelo INCA. Trata-se de acompanhar a execução dos programas de saúde feitos com base em estudos epidemiológicos e comparação dos resultados esperados e dos obtidos.

Mas estas campanhas sazonais são importantes porque elas reacendem debates, colocam assuntos importantes em pauta e, principalmente, lembram sobre a importância da prevenção e do acompanhamento médico rotineiro especialmente para grupos de risco.

O Dr Renato Marinho do Instituto Conquistense de Oncologia (ICON) fala sobre os tipos de prevenção:

Primária: cuidados básicos e que todos devem fazer rotineiramente.

Alimentação saudável: Rica em proteína, fibras, alimentos orgânicos e com o mínimo possível de alimentos industrializados;

Não fumar: devido aos altos índices do vício relacionados a câncer de pulmão;

Praticar exercícios físicos regularmente: o que, a bem da verdade, já estamos cansados de saber o quão é necessário.

Secundária: realização de exames que feitos rotineiramente podem identificar a doença em estágio inicial e prevenir que ela progrida.

“Para prevenir o Câncer de Mama, as mulheres devem fazer mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. É importante ainda a realização do exame preventivo feito por um ginecologista para examinar o colo do útero.

Para os homens, a partir dos 45 anos, é fundamental uma consulta com um urologista para a realização do exame de PSA. Vale lembrar que pacientes que começam a ter sintomas ligados ao sistema urinário devem procurar um médico antes desse prazo.

Tanto mulheres quanto homens, após os 50 anos, devem procurar um profissional para realizar o exame de colonoscopia, para tentar detectar lesões iniciais de câncer de intestino.” (Fonte 2).

Existem, além disso, programas de assistência das entidades competentes para que haja descentralização de vigilância a respeito dos índices de câncer no país - que são feitos pelas Secretarias Estaduais de Saúde.

Isso significa que há uma preocupação real e muito justificada para que o câncer seja devidamente monitorado e a prevenção feita cada vez com maior frequência.

Leia também: O que ninguém te contou sobre o uso das pílulas anticoncepcionais.

Agora, todos nós sabemos que a prevenção é SEMPRE o caminho mais fácil e simples para combater essa doença. E, amanhã, dia 05 de agosto, é o Dia Nacional da Saúde. Um motivo a mais para lembrarmos que é no cuidado diário, na prevenção e nos bons hábitos que se constrói um caminho tranquilo e saudável para viver com muito mais qualidade de vida.

Nenhum de nós está livre de doenças. Mas podemos escolher viver a mercê delas ou evitando-as o máximo possível.

Caso esteja precisando de um check-up lembre-se de agendar a sua consulta na Alpha Saúde. Agende-a aqui.

E até breve.

Fonte:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa_epidemiologia_vigilancia

http://clinicaicon.com.br/dia-da-campanha-educativa-de-combate-ao-cancer-cuidados-e-prevencao/

#agostoconsciente #combateaocâncer #câncer

Posts Em Destaque
Posts Recentes